6 tendências de publicidade para seguir em 2016

O ano já começou faz tempo. Mas nunca é tarde demais para enxergar as possibilidades que surgiram e estão surgindo graças à virada de ano. Portanto, identificamos algumas tendências de publicidade para 2016 e acreditamos que estas sejam exatamente as quais você precisa focar para prosperar ainda mais neste ano.

Então chega de rodeios e vamos ao que interessa!

1 – Conteúdo continua sendo rei

Até parece clichê, entra ano, sai ano, e a fala é sempre a mesma. Conteúdo é o que há de melhor para divulgar marcas de forma relevante. Embora isto já tenha sido dito diversas vezes, para 2016 conteúdo está tomando novas dimensões. Enquanto anteriormente se pensava conteúdo como apenas posts para Facebook, interações importantes no Twitter e fotinhos de Instagram. Hoje conteúdo é trazer uma informação relevante para o seu público em um formato que o agrade.

 

Oportunismos de memes, “capivarização” da sua timeline e utilizar datas comemorativas superficialmente não são mais estratégias aceitas. Na verdade, ultimamente elas parecem mais tiros no pé. Por isso devem ser muito bem pensadas. Para conteúdo, busque agora focar em profundidade e não-interrupção. Faça peças informativas e que não parem o que seu público deseja ver, mas que abracem e impulsionem os anseios deste público.

Publicidade em canais do YouTube são ideais como executadas no canal Porta dos Fundos. Ou para âmbito de profundidade, inbound marketing com conteúdo será uma estratégia especialmente efetiva. Mas falaremos mais disso nos próximos tópicos.

 

2 – A explosão do Snapchat ainda está explodindo

Já que falávamos de conteúdo, precisamos discutir a plataforma em que ele irá circular e provavelmente poderá ser no Snapchat. O app de compartilhamento de fotos e vídeos está trazendo um diferencial importante, intimidade. Para o usuário do Snap, como é popularmente chamado, os conteúdos postados tem um caráter muito mais pessoal, íntimo e relevante.

Tanto que, para alguns, o app está chegando para ser um concorrente para a televisão. Em 2015 o Snapchat já alcançou audiências gigantescas. Para este ano não há sinais de que seu ritmo irá diminuir. Portanto investir em conteúdo para esta rede pode ser muito interessante. Mas é claro, sempre acompanhe sobre a polarização de uma rede. Pode ser que ela tenha vida curta. E que, depois de um tempo já não faça mais sentido produzir conteúdo para ela.

3 – Se o conteúdo é rei, mobile é o seu castelo

No ano passado o consumo de internet na plataforma mobile cresceu muito. Segundo a Google, o número de pesquisas feitas por dispositivos desta natureza ultrapassou o mesmo número para desktops.

Sendo assim, para 2016, temos um horizonte no qual o mobile é first. Seu conteúdo e estratégias devem ser planejados para darem certo primeiramente no ambiente de iPhones e Androids. E ao mesmo tempo terem responsividade para as demais plataformas.

 

4 – Realidade Virtual é a novidade do momento

realidade virtual

O hype em torno dos óculos de realidade virtual é gigantesco, desde o anúncio do Oculus Rift, uma das primeiras iterações deste tipo de tecnologia, o mundo vem buscando formas de consumir e criar conteúdos para ele e seus semelhantes.

Neste ano, diversos outros competidores entraram no mercado e com soluções extremamente relevantes para o cenários, como a Sony e a Microsoft (a qual ainda pensou na possibilidade de comunicação com esta tecnologia através da pesquisa chamada “Holoportation”).

Esta novidade tecnológica pode ser a chance de inovar na publicidade. Criando peças, eventos e até mesmo ações que utilizem a realidade virtual para criar uma experiência marcante para o público.

 

5 – Wearables serão a plataforma mais íntima de comunicação

Os smartwatches e smartbands estão começando a cair no gosto do público, atingindo números cada vez maiores de vendas e uso.

Diferentemente de seus antecessores, celulares e tablets, os wearables estão muito mais próximos de seus usuários, fazem parte do seu estilo, de sua vestimenta e passam menos tempo longe de visão. Sabendo disso, a publicidade voltada para esta tecnologia precisa ser muito bem pensada, mas pode ser surpreendente.

E com o crescimento desta tecnologia, mais marcas e empresas devem sentir a necessidade de anunciar ou se preparar para um futuro com wearables.

 

6 – Automação e Inbound Marketing são uma das tendências de publicidade para 2016

Como dissemos anteriormente, o conteúdo de comunicação da atualidade precisa ser repensado, aprofundado. Além disso, utilizar novas técnicas para chegar aos seus clientes de forma relevante é necessário. A automação de marketing e o Inbound podem ser estas formas para este ano, atualmente existem diversas ferramentas para disparar automaticamente e-mails. Contudo, o Inbound Marketing é muito mais que enviar um e-mail comum para a sua base de contatos.

A Resultado Digitais, por exemplo, é uma empresa especializada em automação de marketing com ênfase em promover conteúdo através de e-mails.

Sua ferramenta é capaz de dividir sua base e enviar conteúdos específicos para cada pessoa, fazendo com que a informação seja mais condizente com a realidade de cada contato.

Isto combinado ao conteúdo bem produzido posiciona uma marca de forma diferente no mercado, pois gera um relacionamento mais pertinente entre empresa e cliente. Vale a pena investir nesta nova modalidade de comunicação e criar uma conversação com sua base de contatos, aproximá-los de sua marca. Estas são apenas algumas das tendências de publicidade para 2016. Até você ler a última palavra desse texto pode ser que tenha surgido alguma outra. Por isso fique sempre ligado e busque estar por dentro das novidades do mercado de comunicação.