Como usar eventos como canal de aquisição

Sempre que pensamos em estratégias para conquistar novos clientes várias nos vêm à mente. Mas, uma delas, em especial, requer planejamento e esforço conjunto na divulgação e na operacionalização de todas as etapas. Com um potencial muitas vezes ignorado, a organização de eventos permite que muitas empresas saiam do anonimato. Dessa forma, passam a se tornar referências em suas áreas. Nesse contexto, aprender como usar eventos como canal de aquisição é um desafio e tanto, que promete resultados superpositivos.

Além de fortalecer o relacionamento com os clientes da base, os eventos permitem a expansão do alcance dos produtos e serviços. Muito além disso, também impulsionam a conquista de parceiros e o fechamento de novos negócios. A efetividade da organização de eventos como canal de marketing é tão representativa que diversas empresas têm optado por essa estratégia. Só assim aprendem, na prática, como usar eventos como canal de aquisição.

A seguir, confira as dicas que elencamos para que você saiba ao certo como construir e executar os projetos de eventos. Desse modo eles irão contribuir, de fato, para a divulgação e a consolidação da marca no mercado. Afinal, em um evento, a comunicação é mais direta, imediata, não há margem para interpretações equivocadas. Ou seja, é o momento perfeito para oferecer uma experiência única aos seus stakeholders e transmitir sua essência, seus valores e sua visão. Acredite: sua marca será lembrada para sempre! 😉

#1 Como usar eventos como canal de aquisição?

A questão instiga e nos movimenta rumo ao planejamento e à realização. Mas, é preciso ir com calma e, muitas vezes, começar com pequenas iniciativas. O exercício de tentativa-erro-acerto é fundamental na organização de eventos. Só quem já esqueceu, por exemplo, de colocar a água na mesa dos palestrantes sabe que esse detalhe, na verdade, é um ponto que jamais pode ser esquecido. Ou seja, é a prática que leva a equipe organizadora dos eventos ao aprendizado e ao contínuo aperfeiçoamento.

Para validar a ideia de tornar essa iniciativa uma prática, num primeiro momento, uma boa opção é realizar eventos com escopos reduzidos. Por exemplo: um café da manhã de negócios ou um happy hour com uma rodada de palestras. E não importa o tamanho do evento: defina sempre um plano sólido, com objetivos bastante claros e ações de conversão pós-evento bem definidas.

#2 Defina as ações do pós-evento

Ao fim do evento, você pode até pensar que os objetivos já foram alcançados. Mas é aí que você se engana. O pós-evento garante uma série de oportunidades, especialmente quando o objetivo é converter seus participantes em clientes.

Embora o evento se torne palco do fechamento de negócios, muitos outros podem ser fechados depois, se você souber manter-se próximo dos participantes. Por n razões diferentes, eles podem amadurecer a ideia e considerar a hipótese de compra com mais calma, compartilhando-a com seu time, gestores ou diretores. Ou seja, nutris o relacionamento com cada um deles após o evento é tarefa obrigatória e muito simples com a automação de marketing.

#3 Follow-up com automação de marketing

 

moblee2
Fonte: Agência WCK

Já pensou que bacana enviar, após o término de um evento, um e-mail como este acima, incentivando o participante a conhecer um pouco dos produtos e serviços da empresa? Em um tom de conversa com o destinatário e personalizado de acordo com alguns dos comportamentos e escolhas do usuário no evento, a ferramenta mantém a marca próxima ao seu público.  A nutrição de potenciais clientes com o envio de emails. é só uma das ferramentas de marketing de automação. O marketing de conteúdo é outra estratégia que pode ser amplamente explorada como mostra a figura a seguir.

 

moblee4

#4 Passo a passo para fazer valer a automação de marketing

Para aprender como usar eventos como canal de aquisição, é fundamental investir alto na automação de marketing, a começar pela definição clara dos objetivos, seguida do desenho das ações necessárias para que eles possam ser contemplados. A seguir, apresentamos os passos fundamentais desse processo.

  1. Construa os seus objetivos 
    Quando você define o objetivo central do evento já pode eleger também o principal objetivo da sua estratégia de automação de marketing. Comumente, a conversão de novos clientes ocupa o lugar o objetivo central. Dentre os adjacentes, o engajamento de clientes já existentes é um deles. Portanto, pense nas automações paralelas, focadas nos diferentes públicos .
  2. Delegue tarefas e defina os responsáveis pelo projeto
    Pode-se dizer que parte do sucesso da estratégia de automação de marketing é decidida nesta etapa. É fundamental saber delegar tarefas, atribuir funções e definir os responsáveis pela construção, manutenção e análise dos resultados das automações. Até mesmo porque o trabalho de construção das automações é só o começo. A equipe envolvida deve se dedicar continuamente e fazer sempre o devido acompanhamento.
  3. Avalie o orçamento disponível e os possíveis fornecedores 
    Se a agência já tem as ferramentas e a expertise necessárias, o custo da a implementação de uma estratégia de automação de marketing tende a ser baixo ou nulo. Já se a agência estiver dando os primeiros passos, será preciso levar em conta os custos envolvidos para a contratação de softwares e de treinamento. É possível, também, optar pela terceirização dessa estratégia.
  4. Faça o planejamento, construa a automação e acompanhe seus resultados
    Como o nome já sugere, o objetivo é conseguir executar uma estratégia de maneira inteligente, estratégica e automatizada. Ou seja, sem intervenção humana. Ou melhor: com a participação dos profissionais somente em algumas tarefas. Depois de definir os objetivos e planejar as ações necessárias para que eles possam ser contemplados, basta construir as automações. Na sequência, elas serão executadas de maneira automática. O desafio é apenas manter-se atento, verificando se as etapas definidas estão sendo executadas dentro do planejado. Caso sejam necessárias, ajustes e correções podem ser feitos continuamente, de acordo com os resultados obtidos.

#5 Interações com tomadores de decisões

Seja na condição de organizador do evento, seja como participante é fundamental ter ciência de que trata-se de um momento único para interagir e conversar com muitas pessoas diferentes. Mais do que falar com qualquer participante, é importante saber quem são as pessoas que têm o poder decisivo de falar sim para um novo negócio, ou, pelo menos, influenciar essa decisão. Se o evento for organizado pela agência, busque garantir a presença de alguns tomadores de decisões. Eles trazem consigo mais possibilidades de fechar novos negócios e parcerias e multiplicam o networking rico em oportunidades.

#6 Invista em espaços de encontro

Sempre que pensar em como usar eventos como canal de aquisição e estiver à frente da organização de um, priorize a criação de espaços de encontro. É importante que as pessoas tenham onde descansar, sentar, comer e tomar um café. Assim, os participantes podem saber exatamente onde encontrar potenciais oportunidades e pessoas com maior disposição de ouvir suas ideias. Se possível, inclua também almoço e jantar na programação. Esses momentos são especialmente importantes porque as pessoas têm mais disposição de ouvir sobre suas ideias durante e logo depois de uma refeição.

#7 Construindo uma nova estratégia de conversão de clientes

Saber usar eventos como canal de aquisição de clientes é, sem dúvida, é uma habilidade importante a ser desenvolvida pela agência. Afinal, cada vez mais, empresas vêm apostando na organização de eventos com o propósito de converter os participantes em clientes. Porém, é preciso lembrar que o evento é apenas o primeiro passo do processo de conquista de novos parceiros.

Nesse cenário, é fundamental que a equipe tenha ciência sobre o tamanho do desafio – do planejamento ao pós-evento. Só assim, com a dedicação a todas as etapas, a estratégia irá gerar, de fato, novos negócios. É aí que a automação de marketing aparece como uma das principais ferramentas para ampliar o alcance e a conversão de clientes. Além disso, otimiza as tarefas manuais, diminui os custos e potencializa os resultados da agência.

Com um bom planejamento, uma equipe bem treinada e fornecedores profissionais e parceiros é possível construir uma estratégia de organização de eventos visando, acima de tudo, à conversão de clientes. Siga as etapas propostas e comece. A partir do primeiro evento, você e sua equipe descobrirão um mundo de novas possibilidades.