Comunicação assertiva: 5 dicas para você dominar essa arte

Certamente, para uma comunicação assertiva é preciso ter expressões faciais e corporais claras. Ou seja, um olhar direcionado, postura, bom vocabulário e palavras mágicas de gentileza.

Na intenção de ser ainda mais assertivo em sua fala, também vale incorporar a empatia no seu modo de se comunicar. Um bom discurso – particular, coerente e impactante – só pode ser construído quando a pessoa sabe o que deseja comunicar. Além disso, para quem, como e com qual objetivo.

Na prática, a falta de destreza para se comunicar bem pode comprometer a sua convivência com as pessoas, as suas entregas e a sua performance. Contudo, quando nossa comunicação não é assertiva, aumentamos as chances de ter um desencontro de informações. E, também, um desalinhamento no trabalho, desencadeando em problemas de relacionamento e comprometendo a conquista dos objetivos propostos.

Mas, afinal, como construir um jeito próprio e eficaz de se comunicar bem? Elencamos algumas boas práticas que podem nos ajudar no dia a dia.

Como dominar a arte da comunicação assertiva?

1. Comunicação assertiva também significa saber ouvir

Antes de dominar a arte da comunicação assertiva, é preciso aprender a escutar o outro. Portanto, busque ouvir o que seus colegas têm a dizer, demonstre interesse. E, de preferência, não os interrompa. Além disso, saber ouvir é uma habilidade que mostra respeito e maturidade. Certamente, só assim você poderá dar continuidade a conversa e, também, participar de tantas outras.

2. Seu corpo também fala

Lembre-se que você fala e o seu corpo também. Então, pense na forma como você irá transmitir sua mensagem: use vocabulário adequado para a conversa com seu interlocutor e fique atento à entonação, à postura e aos gestos.

De acordo com estudo realizado pela Universidade da Califórnia, 38% de uma mensagem é transmitida pela voz, enquanto 55% se dá pela linguagem corporal e apenas 7% é transmitida por meio de palavras. Já que o corpo expressa mais do que a fala, busque alinhar as palavras, os gestos e o tom de voz.

3. Simplifique sua fala e seja objetivo

Quem fala ou se estende demais pode deixar o mais importante passar. A maioria das pessoas não tem o mesmo conhecimento acadêmico e técnico que você. Fale com simplicidade, deixe a linguagem rebuscada de lado e seja prático e direto. O resultado, na certa, será uma comunicação assertiva.

Quer receber mais dicas como essa?

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos

4. Alie leveza, cordialidade e empatia

Uma das melhores coisas é conversar com pessoas que têm energia positiva. Seja democrático e exercite a comunicação com todos: recepcionista, colega, amigo, marido/esposa, líder, diretor. Quanto mais você pratica, mais você domina.

5. Opinião e personalidade

Durante uma conversa, uma reunião ou uma palestra você tem a chance (e deve usá-la) de expressar sua opinião, com embasamento. Ou seja, quando temos personalidade e mostramos domínio de conteúdo, as pessoas confiam no que você fala.

Enfim, com uma comunicação eficaz, podemos garantir a execução de pequenas tarefas, a gestão da rotina da equipe, o gerenciamento de um projeto. E, além disso, principalmente, a evolução da nossa carreira e da nossa vida.