Retorno financeiro de um software de gestão: como calcular?

Calcular o retorno financeiro de um software de gestão pode parecer, inicialmente, impossível. Mas analisando bem os dados e resultados da aplicação de uma ferramenta como essa, é possível sim chegar a resultados mensuráveis.

Sempre que o assunto é gestão uma das principais preocupações de quem administra uma empresa é, sem dúvida, conquistar uma boa margem de lucratividade e garantir a sustentabilidade do negócio. O desafio é grande! Mas, atualmente, existe um conjunto de ferramentas diferentes que promete dar suporte à gestão, simplificando e otimizando muitos processos.

O retorno financeiro de um software de gestão pode ser medido de várias formas. Lembrando que você só saberá a eficiência de uma plataforma de gestão testando-a por um tempo e abusando dos seus recursos no período de degustação. Então, não hesite: experimente, teste, repita as atividades, entenda e questione!

# Uma infinidade de dados organizados em relatórios:

Você sabe que muita coisa vem sendo feita, porém não consegue sistematizar e relatar tudo isso? Um bom software pode gerar os relatórios e o seu esforço será apenas interpretar e gerenciar a situação. De relatórios de prospecção até demonstrativos financeiros: tudo ao seu alcance, sem muito esforço. O processo automatizado deixa para você somente a tarefa gerencial.

# Quanto custa um job? Ele é rentável?

Quantas vezes você já se pegou pensando se tal trabalho realmente valeu a pena? E, ainda assim, permaneceu na dúvida por falta de condições de fazer essa avaliação. Agora, você não fica mais sem essa resposta. Um software de gestão garante seu retorno financeiro porque permite que você faça a relação valor hora/homem x tempo gasto no job x valor cobrado do cliente. Ao fazer essa conta, incluindo as despesas fixas no cálculo, você consegue mensurar se o retorno financeiro está compensando o esforço e o gasto de recursos. Ou seja, chega de trabalhar (quase) de graça ou ficar no empate técnico.

# Pauta organizada, equipe produtiva

Quando as atividades estão atribuídas aos profissionais e cada um sabe seu papel, a condução dos trabalhos fica bem mais fácil. É bom para o profissional, é ótimo para agência: a equipe ganha produtividade e dá conta de mais jobs porque já não perde tempo organizando e atribuindo as tarefas.

# Quanto mais organização, mais afinada a equipe

Com as informações bem organizadas, a comunicação entre as equipe de atendimento e criação tende a fluir tranquilamente. Com mais alinhamento entre os profissionais, será possível notar uma diminuição no número de retrabalhos e um aumento de jobs entregues dentro do prazo.

# Conquiste mais clientes

Se você mostrar ao prospect que a agência se organiza usando um software de gestão, com alto controle dos processos, registros de todas as atividades e mais transparência na relação cliente/empresa, na certa, você ganhará o cliente. A ferramenta confere à sua marca mais segurança e credibilidade!

# Relatórios dão suporte à gestão

Eles são uma das principais fontes de argumentação para você. Se for preciso, por exemplo, justificar um reajuste no fee mensal de um cliente, os relatórios mensais e anuais podem ser apresentados. Neles você terá, ao alcance de um clique, todas as informações sobre horas gastas e jobs concluídos para um cliente específico.

O relatório também pode ser usado para controlar a quantidade de refações em um job. Se você limita o máximo de três refações por job, por exemplo, e o cliente passar desse número por motivo de mudança de escopo do projeto, é possível cobrar fee extra a partir do valor/hora do funcionário dedicado ao projeto.

O que o Retorno sobre Investimento (ROI) indica?

Indispensável para a gestão e a sustentabilidade financeira de qualquer negócio, o Return On Investment, mais conhecido como ROI representa a relação entre o retorno e o capital investido em um projeto. É a métrica que permite medir os rendimentos obtidos a partir de um determinado valor investido. Na gestão de uma empresa, o ROI pode ser aplicado em várias situações, inclusive na avaliação do potencial retorno de investimento que um software de gestão é capaz de gerar.

Mas, então, como calcular o retorno financeiro de um software de gestão?

Para calcular o retorno financeiro de um software de gestão, vamos dar o exemplo do Operand. Assumindo, por exemplo, que o ganho mensal obtido de produtividade a partir do uso do Operand seja de R$ 5.000 e o investimento mensal na plataforma seja de R$ 480,00 temos:

Neste caso, o resultado significa que o retorno foi de 9,4 vezes o investimento inicial. E para você obter o ROI em forma de porcentagem, deve multiplicar o resultado do cálculo acima por 100. No exemplo citado, então, o retorno sobre investimento foi de 942%.

Faça o cálculo e saiba quanto de retorno um software de gestão de equipe é capaz de gerar

Produzimos uma planilha que contempla o detalhamento do ganho obtido com o Operand a partir da produtividade do time, o cálculo identifica o retorno de investimento para um software de gestão de equipe.

Quer saber quais serão os retornos financeiros se você começar a utilizar o Operand? Baixe nossa planilha e descubra (:

planilha roi software de gestão