Estratégia: como selecionar veículos publicitários (Checklist)6 min read

Em algum momento, possivelmente, você já desenvolveu uma campanha que não trouxe os resultados esperados. Quando isso acontece sempre nos deparamos com uma frustração, não é mesmo? Afinal, de que adianta um superanúncio, se a marca não conversar, de fato, com o seu público? Por isso, é fundamental saber como selecionar veículos publicitários para projetar campanhas de alta performance.

Esse não é o tipo de escolha que pode ser feita aleatoriamente. Pelo contrário, é preciso muito estudo e análise para construir uma estratégia assertiva e escolher os melhores canais para divulgá-la. Quer saber como fazer isso de um jeito inteligente e eficaz? Continue lendo esse artigo!

#1 Canal, veículo ou meio de comunicação? Entenda as diferenças

Na hora de fazer o planejamento de mídia e definir em qual formato e lugar as campanhas e anúncios serão veiculados, alguns conceitos podem acabar se mesclando e gerando dúvidas.

Saber exatamente o significado e o papel de cada um na estratégia é indispensável. Assim, tanto os anunciantes quanto os profissionais de mídia podem tomar decisões com mais segurança, potencializando o alcance e o impacto das mensagens.

Afinal, qual a diferença entre canais, meios e veículos de comunicação? Veja a seguir.

1.1 Canais de comunicação

Os canais de comunicação indicam a forma como uma mensagem será levada até o público. Pense em qual tipo de tipo de espaço a comunicação será projetada. Logo, você saberá qual é o canal.

Por exemplo, se o profissional de mídia optar por canais impressos, os anúncios serão veiculados em meios como jornais e revistas. Já os canais eletrônicos – televisão, rádio e internet – proporcionam a exibição de conteúdos com apelo audiovisual e recursos interativos.

A definição de canais é a primeira a ser considerada na construção da estratégia. Os meios e veículos são definidos na sequência em um ciclo de desdobramento dessa primeira escolha.

1.2 Meios de comunicação

Com efeito, os meios podem ser considerados como subdivisões dos canais. É importante que os profissionais de mídia analisem as características de cada meio, considerando os objetivos e o público da campanha.

Suponhamos que o canal impresso foi selecionado para o job. Dentro dele, é possível usar vários meios, como jornal, flyers, folhetos, revistas e cartazes.

Se o cliente preferir o canal internet, é possível usar outras ferramentas, ou seja, meios como sites, anúncios em diversas plataformas, patrocínio de conteúdos e mídia display.

Viu só? Dentro de cada canal não faltam meios para publicizar os anúncios.

1.3 Veículos de comunicação

Esse é o conceito mais específico e concreto de todos. Os veículos são as empresas responsáveis pela divulgação das mensagens em seus meios de comunicação.

Por exemplo, no meio televisão contamos com os veículos SBT, Globo, Record e tantos outros. Já no meio rádio temos as empresas Jovem Pan, CNN, Clube FM e assim por diante. No meio impresso, podemos destacar grandes revistas como Isto é, Veja e Época, e jornais a exemplo da Folha de São Paulo, O Globo e Estadão.

Conhecer o perfil da audiência de cada veículo é essencial para saber precisamente em quais deles é possível anunciar e garantir o sucesso da campanha.

#2 Como selecionar os veículos publicitários?

Sabendo de todos os conceitos definições, é hora de pensar na elaboração do planejamento de mídia para a divulgação dos produtos ou serviços do anunciante. Somente com a construção de um bom plano será possível identificar o veículo mais eficiente para determinada campanha, considerando os objetivos da empresa e as características do público-alvo.

banner-checklist-taticas-de-midia-como-selecionar-veiculos-publicitarios

Nesse momento, é importante ter em mente alguns aspectos:

    1. Pense na frequência com que a propaganda será veiculada, em quais horários e o qual será o período de circulação.
  1. Estude e leve em conta os hábitos de consumo midiático do público-alvo, para atingi-lo de forma eficaz.

Vamos para o passo a passo que indica como selecionar os veículos publicitários?

2.1 Defina os canais

Então, compreender a natureza de cada canal pode ser insuficiente para saber defini-los com inteligência e estratégia. Mais do que isso, você precisa conhecer a fundo o público da marca e o perfil dos seus clientes.  

Para tanto, o melhor caminho é adotar ferramentas de análise e elaborar um bom planejamento, buscando respostas para algumas questões centrais, como:

    • O que os clientes buscam?
    • Como eles consomem informações?
    • O que eles esperam de uma empresa?
  • Como é a experiência de marca vivenciada por eles?

Dessa forma, depois de identificar os perfis de público, crie uma matriz de canais, com uma definição do papel de cada um deles e a indicação do que cada um contempla.

Além disso, avalie o tipo de mensagem, formatos e público-alvo mais adequado para cada canal, considerando também um plano de comunicação da marca construído para o médio e longo prazo. Afinal, uma empresa não pode fazer somente ações de comunicação pontuais, certo?

2.2 Escolha os meios

Essa é uma das etapas mais decisivas para o sucesso da estratégia. Aqui, acima de tudo, é preciso estudo e coerência. Afinal, não adianta investir em vídeos no YouTube se o público da marca consome mais notícias em jornal impresso.

Daí, a importância de avaliar com cuidado o comportamento do consumidor e identificar onde ele está.  

Para ajudar nesse processo, uma boa técnica é listar os meios mais interessantes para o negócio do cliente, de acordo com a persona e as ferramentas que podem ajudar na apresentação de um produto ou serviço.

Não perca de vista o orçamento disponível e analise as opções listadas. Na sequência, escolha os veículos ideais para cada campanha.

2.3 Saiba selecionar os veículos publicitários

Chegamos à última etapa! Certamente, como já comentamos, a escolha dos veículos de mídia não pode ser aleatória. Os veículos precisam ser selecionados de forma estratégica para impactar o público onde e quando há maior probabilidade de ele estar.

Por isso, é essencial que o profissional de mídia conheça as vantagens e desvantagens de cada veículo e as limitações da verba do anunciante. Somente assim terá subsídios para indicar o melhor veículo e garantir o alcance do resultado esperado.

Como os meios mais interessantes para a empresa já foram listados, é hora de fazer uma combinação de veículos, já que cada um deles impacta o público de maneira diferente.

Depois de selecionar os veículos publicitários, lembre-se de calcular o investimento. Embora esse tipo de custo siga parâmetros do mercado, é possível se deparar com variações e fazer boas negociações. Portanto, vale fazer uma cotação com diferentes fornecedores antes de contratar a produção ou a mídia.

Quer saber mais sobre como selecionar os veículos publicitários? Faça o download gratuito do nosso Checklist: TÁTICAS DE MÍDIA: 10 critérios para selecionar veículos. Construímos um passo a passo para ajudar você nesse desafio. Aproveite o material!