Censo de agências: o mercado publicitário 2021

Ninguém estava preparado para o que 2020 tinha reservado, incluindo as agências de publicidade. Perda de contratos, novas estratégias para retenção de clientes, adaptação ao modelo de home office e ajustes no planejamento estratégico e na gestão financeira foram apenas alguns dos desafios que as agências superaram.

Depois de um ano sem precedentes, como o mercado publicitário 2021 está reagindo? Qual a visão das agências para o futuro? Com quais questões os gestores precisam lidar neste momento? 

Para responder essas e muitas outras questões, apresentamos a 7ª edição do Censo Agências. Os indicadores fornecem um panorama completo do setor, com destaque para o perfil das agências, práticas de gestão interna e de pessoas, abordagem de relacionamento com o cliente e as perspectivas para o futuro.  

Confira alguns dos resultados no artigo! 

Mercado publicitário 2021: o perfil e os desafios das agências

Um dos objetivos do Censo Agências é identificar qual o nível de maturidade das agências. Para tanto, buscamos compreender qual o momento/fase atual da empresa.

A pesquisa apontou que 55,8% das agências estão na fase de Operação, voltando os esforços para a organização e a promoção de melhorias no gerenciamento dos processos internos. 

Em contrapartida,  25,4% avançaram para a etapa de Gestão Estratégica. Ou seja, usam a compilação de dados para geração de relatórios e obter informações para melhorar o processo de tomada de decisão.

14,9% das agências estão em fase de estruturação, trabalhando na definição de áreas, cargos e funções, para obter um bom posicionamento no mercado.

Desafios e prioridades de investimento

Agora que já conhecemos o perfil das agências participantes do Censo, o próximo passo é conhecer os desafios de gestão das agências. 

Para o mercado publicitário 2021, 57,6% dos gestores desejam potencializar a prospecção de novos clientes. Já 35,9% dos entrevistados têm como prioridade melhorar a produtividade da equipe ou individual e 35,0% pretendem investir na capacitação e gestão da equipe.

Em termos de investimento, nos próximos meses, 34,2% dos gestores pretendem canalizar recursos para a melhoria na gestão interna, enquanto 23,9% desejam investir mais em marketing e 15,8% têm como a capacitação da equipe. 

Novas contratações de profissionais (12,8%) e aquisição de equipamentos  (11,4%) também integram o conjunto de prioridades dos gestores.

Estratégia em tempos de crise

Ao longo de 2020, empresas de todos os setores, incluindo as agências de publicidade e marketing digital, viram um cenário complexo se desenhar com o avanço da pandemia.

E como os gestores das agências trabalham para responder aos impactos da crise? 

O Censo Agências 2021 revelou que, em momentos de instabilidade econômica, 

34,7% direcionam os esforços para a prospecção de clientes. Já 31,8% dos gestores sinalizaram que a primeira iniciativa em tempos difíceis é criar outras alternativas de receita, enquanto 10,8% opta por reduzir o quadro de colaboradores.

8,6% afirmaram que raramente são impactados por momentos de instabilidade e 6,8% preferem reduzir o valor dos serviços para manter os clientes.

Mercado publicitário 2021: surge um novo modelo de trabalho

Com o isolamento social, adotado como medida de prevenção contra a COVID-19, muitas agências de publicidade adotaram pela primeira vez o home office como modelo de trabalho.

Como resultado, 52,3% dos gestores observaram um aumento na demanda por serviços.  

Dentre as agências que aderiram ao trabalho remoto, a maioria delas fez a regra valer para quase todo o time. Veja a porcentagem de colaboradores que trabalharam em home office nos últimos meses:

  • 74,9% adotaram home office para a maior parte do time, de 81% a 100%;
  • 8,5% colocaram o trabalho remoto como opção uma parte do time, de 61 a 80%;  
  • 8,5% permitiram o home office para menos de 20% da equipe. 


Censo Agências 2021: um projeto colaborativo

A primeira edição do Censo foi divulgada em 2014. À época, a Operand atuava como Agência Sys. De lá para cá, muitas coisas mudaram e o Censo cresceu com a participação dos gestores e, claro, com o apoio dos parceiros.  Você pode conferir essa edição e as outras no site www.censoagencias.com.br

Esse é um projeto colaborativo que ganha sentido porque vários atores se envolvem nos processos. 

Nesta edição, o Censo contou com a parceira de várias empresas: Abcomm, Dino, Duda, Etus, Locaweb Pro e PhoneTrack.

As entidades apoiadoras também fizeram a diferença: Associação Brasileira dos Agentes Digitais (Abradi), Agência de BolsoFederação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), Associação de Profissionais de Propaganda (APP), Zero Agência de Publicidade, Promoview, Acontecendo Aqui, Agência Pro+ e Huna Estúdio Criativo

Por aqui, nos esforçamos para entregar a você uma pesquisa completa, que seja capaz de orientá-lo na gestão estratégica da agência e na análise do mercado publicitário 2021.

Aproveite o material para:

  • Conhecer novas tendências e oportunidades de negócio;
  • Analisar o modelo de negócio da agência;
  • Compreender as perspectivas do mercado para o futuro;
  • Conhecer as melhores práticas de mercado;
  • Ter acesso à análise de especialistas na área sobre gestão e comunicação.

Não perca tempo: faça o download do Censo Agências 2021 agora mesmo! Use-o como ferramenta para orientar a sua estratégia de gestão no mercado publicitário 2021.