Planners constroem planejamento criativo e eficaz

Descubra neste artigo o que faz um planner em uma agência de publicidade e quais os desafios enfrentados

A criação e a produção, na agência, não param: as mentes criativas têm mil ideias e a equipe trabalha junto para dar vida a cada uma delas, buscando atender aos jobs e às demandas que entram na pauta. Portanto, para superar as expectativas, surpreender e entregar os resultados esperados, é preciso planejar. É por isso que, em muitas agências, principalmente naquelas de porte maior, a figura do planner é indispensável. E é sobre a importância da atuação dos profissionais de planejamento que vamos conversar hoje. Afinal, o que faz um planner e como funciona um planejamento criativo?

Entendendo o perfil do planner

planner é um estudioso e um intermediador. A partir de análises de mercado e do consumidor, com base em pesquisas, estudos, experiência, o profissional busca insights e conteúdo que contribuam para a fundamentação e o desenvolvimento de campanhas. Além disso, ele ainda estabelece e mantém um diálogo próximo com os criativos, responsáveis pela execução das ideias compartilhadas no brainstorming. Ou seja, sua atuação é mais do que estratégica.

A área de planejamento, na agência, contribui para a construção de marca e o fortalecimento desta dos clientes no mercado. Ou seja,  tem um trabalho contínuo e exigente, já que o planner deve estar sempre de olho no futuro, analisando o passado e acompanhando o presente. Um planejamento criativo deve contemplar todos os detalhes possíveis.

Assim, pensando no perfil do profissional de planejamento, trouxemos algumas dicas que devem fazer a diferença no dia a dia de quem trabalha na área e, principalmente, impactar nos resultados conquistados pelas agências.

Vamos à leitura das dicas! 

1# Seja analítico e visionário.

planejamento publicitário

Busque entender as forças e fraquezas da marca do cliente, identificando oportunidades e possíveis ameaças, para definir o posicionamento da empresa. Além de ser bom publicitário, é preciso analisar o perfil dos concorrentes. Bem como, o cenário local e global, com visão estratégica e de negócios.

2# Mais assertividade no planejamento.

Quando falamos em campanhas de publicidade, nos referimos a um conjunto de mídias, peças de divulgação, prazos e veiculações. Além disso, tudo isso envolve uma série de pequenos detalhes e, claro, deve ser planejado feito com a máxima organização e muita antecedência. Um planejamento criativo não pode ser feito às pressas.

3# Faça críticas e proponha um debate.

Certamente, não é porque o tema já foi central em várias campanhas que a equipe é expert no assunto. Há sempre uma nova perspectiva a ser explorada. Questione, indague, traga novas perguntas: Faz sentido? Por que? Quais informações podem mudar a abordagem? Como o público vai responder? É isso o que o cliente espera? Convide a equipe para refletir e compreender o briefing.

4# Pesquisa e observação

pesquisa e planejamentoPesquise cases, números e estatísticas, mas não considere apenas este material. Seja curioso, converse com as pessoas e obtenha o seu ponto de vista com base na realidade que está à sua volta. O estilo de vida das pessoas e as histórias que elas contam são as matérias-primas de quem trabalha com comunicação. Para fazer um planejamento criativo é preciso observar comportamentos.

5# Imagem e posicionamento.

Após o planejamento, acompanhe os trabalhos e certifique-se de que tudo o que foi elaborado está alinhado, de fato, com a imagem e o posicionamento da marca. A harmonia entre mensagem e a postura da empresa é fundamental e agrega valor à comunicação, conferindo credibilidade à marca.

Além disso, claro, como já falamos em outros posts, para planejar é essencial conhecer o cliente. Agora, mãos à obra e foco no planejamento 😉