Teste de foco: faça e descubra se você tem essa habilidade

Depois de sermos fisgados por uma distração, demoramos, em média, 23 minutos para voltar à tarefa inicial e ganhar fôlego para se concentrar novamente. Ou seja, com tamanha interferência, as distrações comprometem não só nossa concentração, mas afetam também nosso foco e produtividade.  Desta forma, consumindo nosso tempo e nossa energia. Mas para cada um é diferente, uns tem mais capacidade de se concentrar que outros. Pois, cada ser humano é único. Por exemplo, se você fizesse um teste de foco hoje, se sairia bem? Porém, antes vamos a algumas dicas simples.

Fuja das distrações

Com a invasão da tecnologia, temos um leque ainda maior de distrações: celular, redes sociais, notificações de e-mails são apenas alguns. Ainda bem que com um pouco de disciplina e atenção é possível, sim, esquivar-se das distrações, manter o foco e dar conta das tarefas listadas para o dia ou para a semana. O caminho é identificar as principais distrações que nos impactam e aprender a evitá-las. Mas, calma! Se de repente, você se distrair mais do que considera aceitável: não se culpe tanto assim! Na verdade, distrair-se é uma tendência humana, uma fraqueza nossa.

Sim, somos humanos, temos limitações.

Por isso, é importante ter consciência sobre nosso limite e saber respeitá-lo. De acordo com a professora Carla Tieppo, da Santa Casa, nosso cérebro consegue se fixar num único objeto por no máximo uma hora. Depois deste tempo, a mente se esvai e perdemos o foco. Aí, o mais indicado é fazer uma pausa de até dez minutos para levantar, movimentar o corpo, fazer uma ligação, tomar uma água ou um café, e só então voltar ao trabalho. Além disso, segundo pesquisadores austríacos, o café funciona como uma excelente fonte de concentração, já que ingerir cerca de 230 ml da bebida diminui a suscetibilidade às distrações. Ou seja, com café ou só com água, cinco minutos de pausa são suficientes para oxigenar o cérebro e reativar a concentração. O que acontece é que umas pessoas tem mais limitações que outras, por isso é importante fazer um teste de foco.

Quer melhorar a sua produtividade?

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos

Falta de atenção e foco pode te prejudicar

Segundo Nilli Lavie, “a distração é um traço que já está presente durante a infância e leva pessoas a sofrer lapsos de atenção durante toda a vida adulta”. E isso explica porque alguns de nós somos mais propensos a cometer erros ou acidentes pela falta de atenção e foco.

Para aprender a gerenciar nossa rotina da melhor forma possível, esquivando-se das distrações e mantendo o foco o máximo de tempo possível, nada melhor do que identificar qual o nosso poder de concentração e explorá-lo. Então, propomos o teste de foco a seguir para te ajudar!

Resposta às perguntas e, ao fim do teste de foco, some os números correspondentes às alternativas assinaladas para chegar à sua pontuação.

Teste seu foco

1. Quando tem uma tarefa para realizar, você:

a) Busca se preparar com antecedência para finalizar antes do prazo, ou seja, você se organiza (1)

b) Faz várias anotações para pautar seu trabalho (3)

c) Pensa e conversa com outras pessoas antes de começar a trabalhar (4)

d) Sem medo do amanhã, deixa tudo para a última hora. Certamente, depois fica preocupado (2)

2. Seu local de trabalho é:

a) Organizado e você tem apenas objetos necessários (4)

b) Limpo, exceto pelo que precisa para fazer o seu trabalho (2)

c) Um pequeno espaço, porém, em meio a uma grande bagunça (3)

d) Você não tem espaço de trabalho (1)

3. Quando está trabalhando, você prefere:

a) Silêncio total, ou seja, você só consegue trabalhar em silêncio (3)

b) Algum som de fundo (2)

c) Música (4)

d) O barulho não importa, porque você é indiferente a sons (1)

4. Quando está usando o telefone, você:

a) Costuma usar o ouvido direito (4)

b) Costuma usar o ouvido esquerdo (3)

c) Alterna entre os ouvidos (1)

d) Prefere usar um aparelho móvel, com viva voz, que deixe suas mãos livres para que você se movimente (2)

5. Você usa o telefone com mais frequência para:

a) Fofocar (4)

b) Fazer telefonemas de trabalho (1)

c) Trocar o mínimo de informações (3)

d) O mínimo possível, ou seja, quase nunca (2)

6. Com qual frequência você desliga o celular:

a) Nunca (4)

b) Somente à noite (2)

c) Quando vai dormir (3)

d) Não tem/usa celular (1)

7. Quando lê, você:

a) Lê conscientemente cada palavra como se pudesse ouvi-la na sua mente (3)

b) Murmura as palavras enquanto lê (4)

c) Faz anotações enquanto lê (2)

d) Faz uma leitura dinâmica (1)

8. Quando você não pode esquecer de algo, você:

a) Escreve um lembrete para si mesmo (3)

b) Repete para se lembrar, ou seja, exercita a memória (4)

c) Coloca um objeto em um lugar diferente para se lembrar (2)

d) Você nunca se esquece (1)

9. A fim de encontrar a solução para um problema, você:

a) Pensa em várias alternativas diferentes para resolvê-lo, ou seja, acredita que há muitas possibilidades (4)

b) Encontra imediatamente uma alternativa para resolvê-lo (3)

c) Entra em pânico, portanto, não consegue pensar no que fazer (1)

d) Pede ajuda a alguém. Ou seja, alguém sempre pode ajudar (2)

10. Enfim, quando trabalha em um projeto, você prefere:

a) Trabalhar só (3)

b) Trabalhar com uma ou duas pessoas (1)

c) Liderar uma equipe (4)

d) Colaborar com uma equipe emprestando seu conhecimento (2)

Pontuações

10-15 pontos:

Você é uma pessoa com quem é fácil se relacionar e não tem uma preferência em especial para lidar com as coisas, mas pode achar mais fácil concentrar-se em algumas coisas que em outras. Portanto, identificar o que é mais natural para você pode ajudá-lo a encontrar diferentes alternativas para resolver problemas quando achar que não consegue sair do lugar.

16-25 pontos:

Você tende a preferir ação. Ou seja, acha mais fácil concentrar-se em algo que faz um sentido físico para você. Por isso, gosta de resolver as coisas movimentando-se, avaliando-as a partir de pontos de vista diferentes e tocando-as. Provavelmente, tem boas habilidades espaciais e avalia tudo de vários ângulos, preferindo o pensamento divergente. Certamente, gosta de ser bom no que faz e fica feliz tanto em acrescentar conhecimento a uma equipe quanto em trabalhar sozinho.

26-35 pontos:

O resultado do teste de foco diz que você prefere o aprendizado visual. Provavelmente rabisca quando usa o telefone e gosta de resolver problemas desenhando diagramas ou fluxogramas e fazendo listas. Certamente, você pode aperfeiçoar suas habilidades auditivas para equilibrar isso. Entretanto, tende a lembrar-se das coisas visualizando-as, e pode ser bom em soletração, pois é capaz de visualizar as palavras na sua mente.

36-40 pontos:

Você prefere o aprendizado auditivo. Ou seja, provavelmente, se concentra com facilidade no que ouve. Além disso, pode ser um bom linguista, mímico ou músico. Contudo, pode equilibrar isso procurando outras maneiras de se concentrar. Entretanto, não confie apenas no que você ouve e memoriza: faça anotações e tente aumentar sua capacidade de concentração.

Enfim, qual foi o seu resultado? Gostou do nosso teste de foco? Conte pra gente! 😉

Fonte: Adaptado do livro A Arte da Concentração, de Harriet Griffey. Editora Larousse

 

banner_censo_agencias_2019_resultados